quinta-feira, 4 de abril de 2013

Sincronicidade Absoluta - A Ilusão do Livre-Arbítrio


Nossa vida é uma história que já está escrita nos seus menores detalhes. Esse poder de tomar decisões, que costumamos chamar de Livre-Arbítrio, nada mais é do que uma ilusão. Essa ilusão tem a mesma origem de outra nos sugere o ego, quando nos dá uma sensação – que logo se transforma na mais sólida realidade – de que somos seres individuais, desconectados de todo o resto.

Essa sensação de individualidade e isolamento, produzida pelo ego, traz na bagagem a idéia de que somos donos do nosso destino, enquanto seres humanos caminhando pelo mundo e responsáveis pelas decisões que tomaremos e que nortearão o rumo da nossa história, até a nossa morte.

Diferentes momentos e situações que passamos em nossa vida, nos levam a encarar essa idéia de Livre-Arbítrio ora como troféu, ora como fardo. Nem um nem outro. O Livre-Arbítrio simplesmente não existe. Nossa história já está decidida desde antes de nascermos até depois de morrermos, bem como dos nossos ancestrais e descendentes.

Isso não quer dizer que você deitará no sofá e simplesmente não fará mais nada, vendo a vida – dos outros – continuar. A não ser que seja isso o que estivesse destinado a você, a partir deste momento. Sua vida vai continuar a mesma de antes, apenas sem aquela soberba que a ilusão do poder do Livre-Arbítrio lhe despertou, em alguns momentos de êxtase consigo mesmo, e sem aquele pânico diante daquelas dificuldades de um mundo que, sendo muito maior que você, o fez sentir saudades do colo materno.

A Sincronicidade, como batizou Jung, não aparece apenas como eventos cujas coincidências despertem teores emocionais nos seus participantes. A Sincronicidade, por uma simples questão lógica, é Absoluta em todos os momentos, desde o início dos tempos, estejamos ou não presentes, percebendo ou não o Todo que se desenrola ao nosso redor.

Neste livro, Celso Rossi apresenta os motivos que o levaram a chegar a essa conclusão e um apanhado de citações de outros autores, entre psicólogos, físicos, pesquisadores e cientistas, que dão suporte a essa idéia.

Contato com o Autor: celsolrossi@terra.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário